O Seguro
Não Precisa
Morrer de Velho

Desde 2011 nós oferecemos proteção para todos os aspectos da sua vida, com preços baixos e um atendimento excepcional.

Seguro de Vida

Explore nossos produtos para aprender mais sobre suas opções de seguro e receba uma cotação em minutos.

Seguro residência

Explore nossos produtos para aprender mais sobre suas opções de seguro e receba uma cotação em minutos.

Seguro automóvel

Explore nossos produtos para aprender mais sobre suas opções de seguro e receba uma cotação em minutos.

Seguro Viagem

Explore nossos produtos para aprender mais sobre suas opções de seguro e receba uma cotação em minutos.

Protegemos você!

Com nossa abordagem moderna de seguro, nunca houve uma maneira mais confortável de se proteger. Junte-se à família 7Ases e comece a viver uma vida sem estresse.

“Os dias de intimidação e confusão das seguradoras finalmente acabaram!”

Corretora de seguros mais eficiente que já conheci, atendimento pronto e de qualidade, pessoas muito profissionais, se você procura eficiência e qualidade, é aqui o lugar.

Rosilene K.

Clientes
Felizes

Empresa confiável, recomendo. Corretor Giovanni me prestou um atendimento excelente!

Jaderson R.

Excelente atendimento, rápido, melhor corretora de seguros que eu conheço!”

Fernanda S.

Sua Vida, Nossas Respostas

Explore nossos produtos para saber mais sobre suas opções de seguro e, além disso, receba uma cotação nossa.

?

Se você está lendo este texto, é porque viveu 2021. E se você viveu esse ano pandêmico, a morte passou pela sua cabeça. A gente sabe que, às vezes, queremos fugir desse assunto, mas não tem jeito: uma hora vamos ter que falar sobre isso.

Começando do começo: já se pegou pensando no que vai acontecer com sua família quando você morrer?

O que é seguro de vida?

Seguro de vida é uma proteção financeira das pessoas que ama quando você não estiver mais aqui. Com isso, sua família (ou qualquer pessoa que você queira proteger), após receber o valor do seguro, consegue manter o padrão de vida, os sonhos e até a subsistência, mesmo após o seu falecimento.

Muitas pessoas só terminaram a faculdade, por exemplo, porque a mãe ou o pai tinham seguro de vida. Outros abriram um negócio por conta do benefício e conseguiram manter o sustento e os planos da família, como aconteceu com Kondzila (confira aqui). Konrad Cunha Dantas fundou sua empresa com um benefício de seguro de vida e, hoje, com um dos maiores canais do Youtube Brasil, consegue prover um bom padrão de vida para toda sua família.

Quem se beneficia com um seguro de vida?

Quem contrata um seguro de vida é chamado de “segurado” ou de “titular”. Durante a contratação do seguro, é necessário identificar quem serão os “beneficiários”, ou seja, quem são as pessoas que você quer que receba o valor do seguro na sua ausência.

Alguns seguros de vida você pode escolher somente os beneficiários previstos em lei, que são os filhos, cônjuge não separados por lei (obedecida a ordem de vocação hereditária do artigo 792 do código civil). Na Azos, os beneficiários podem ser desde a pessoa com quem se casou, seus pais, filhos, até mesmo, amigos que dependem financeiramente de você.

Afinal, família é quem a gente ama e escolhe amar todos os dias, né?

Tem mais uma coisa importante sobre o seguro Azos que você precisa saber. Além dos beneficiários, na Azos, você define o Guardião. Um dos nossos principais diferenciais é, justamente, fazer de tudo para que a família dos nossos segurados receba o benefício.

A morte é um tabu para muitas famílias. Muitos seguros deixam de ser resgatados porque, simplesmente, os beneficiários não sabiam. Inclusive, o lucro de muitas seguradoras é consequência desse abandono do benefício. Na Azos, retribuímos a confiança com ainda mais confiança. Não lucramos com o esquecimento de ninguém. Afinal, estamos, juntos, protegendo os planos da sua família. É aí que entra essa importante figura, o Guardião.

Essa pessoa, escolhida por você, receberá instruções de como ajudar os beneficiários (na maioria dos casos, a sua família) a receberem o valor do seu seguro Azos. Enviaremos nossos telefones de contato e e-mail para garantir que o seu Guardião nunca se esqueça da Azos e muito menos sobre o que será necessário fazer para resgatar o seguro. Quem se beneficia com um seguro de vida?

Quais são os tipos de seguro de vida?

Seguro de vida é só um dos tipos de seguro de pessoas. Os principais tipos seguro de pessoas são:

  • Cobertura contra morte – Fique atento pois algumas seguradoras cobrem apenas morte acidental. Na Azos cobrimos qualquer tipo de morte, seja ela causada por doenças ou por acidente.
  • Cobertura contra doenças graves – caso você receba o diagnóstico de alguma doença grave que esteja contemplada na sua apólice, você recebe em até 30 dias o valor do seguro contratado.
  • Cobertura contra invalidez – como a invalidez pode ter causas diferentes, esse tipo de seguro é dividido entre invalidez por acidente e invalidez por doenças.
  • Assistência funeral – poucas pessoas sabem, mas os gastos com funeral são altos. Além do custo, existe uma série de burocracias para serem feitas antes do enterro. Esse seguro contempla as despesas, além de todo o suporte à família no processo completo do funeral.

Como os beneficiários irão receber o seguro de vida?

Atualmente, muitas pessoas fazem seguro de vida e a família não sabe ou esquece que o segurado tinha um seguro. Por isso, o papel do Guardião é fundamental e você só encontra aqui. A pessoa, escolhida por você, receberá instruções para avisar seus beneficiários ou resgatar seu seguro. É alguém muito importante pra você e pra gente também.

Tem mais uma coisa que só a Azos oferece: inteligência de dados. Cruzamos a base de clientes com a Receita Federal para verificar se todos os CPFs continuam ativos. Qualquer indício de inatividade do CPF, entramos em contato com a pessoa ou com os beneficiários.

Você confiou no seu seguro Azos o futuro de quem você ama. Isso vale muito pra gente.

Agora vamos para a parte mais importante de todas?

Como contratar um seguro de vida?

As formas mais comuns de se contratar um seguro de vida são: agência bancária, corretor de seguros ou online.

Seguro via banco: geralmente, os produtos de bancos são seguros de vida em grupo (também chamados de massificados) em que o seguro não é feito de forma personalizada.

O processo de contratação é simples, mas o preço costuma ser bem mais alto.

Seguro via corretores: existem muitos desses profissionais que são altamente capacitados que podem te ajudar na escolha dos produtos e das coberturas. Por outro lado, algumas seguradoras pagam comissões muito agressivas para alguns produtos de seguro que podem não ser o melhor para você.

Dica da Azos – Tenha cuidado ao escolher seu corretor, busque referências e compare o produto oferecido com outros antes de finalizar a compra.

Seguro via online: Na Azos, você pode contratar um seguro em menos de cinco minutos. Se preferir, você pode fazer a contratação com alguém no telefone ou em vídeo-chamada. A gente entende que tem coisas que são melhores com olho no olho.

É super simples e você só precisa marcar um horário na agenda dos nossos especialistas.

Quais são as vantagens de contratar um seguro de vida online?

Para algumas seguradoras e bancos, é provável que você precise fazer alguns exames antes da contratação. Exames de sangue, urina ou até mesmo eletrocardiogramas são algumas das burocracias exigidas por muitas seguradoras. Já na Azos, o processo é bem mais simples.

Acreditamos que um questionário curto (apenas três minutos – a gente sabe que seu tempo vale muito) seja o suficiente para o nosso algoritmo aceitar ou, em alguns casos, recusar a sua contratação.

Pois é, infelizmente não são todas as pessoas que conseguem contratar um seguro de vida conosco. Pessoas que já estão com algumas doenças graves ou hospitalizadas, por exemplo, não conseguem contratar um seguro de vida da Azos. Ainda.

Vamos falar de preço?

Quanto custa um seguro de vida?

valor mensal do seguro de vida varia de acordo com o valor total segurado. Além do valor do seguro, existem vários fatores que podem influenciar no risco de uma pessoa morrer e, consequentemente, no preço do seguro.

Os principais são: idade, sexo, tabagismo e condições atuais de saúde.

A seguradora pode cancelar meu seguro de vida?

Dependendo da seguradora, o seu seguro pode ser cancelado caso o seu risco aumente. Pode ser que a seguradora decida cancelar o seu seguro justamente na hora que você mais precisar dele.

Cuidado na hora contratar o seu seguro e tenha atenção ao artigo 769, que dá esse direito à seguradora de cancelar a apólice.

Cá pra nós, a gente acha isso um absurdo. Por isso que, na Azos, NÃO cancelamos a sua apólice e você só precisa responder o questionário de saúde uma vez.

Vale ressaltar que você pode cancelar quando quiser e sem pagar nenhuma multa.

O valor do seguro de vida pode aumentar?

Existem seguros de vida que são contratados por um tempo determinado, são chamados de seguros temporários com valor nivelado. O tempo de contrato, na maioria das vezes, varia de 5 a 30 anos. O que é feito neste caso é um cálculo estatístico de quanto você pagaria durante todo o contrato e aí é cobrado um valor fixo durante o tempo que você contratou.

O grande problema desse formato é que, se você ficar doente durante o contrato, você dificilmente irá conseguir renová-lo, pois será necessário fazer uma nova contratação e avaliação da sua saúde ao final do período.

Além disso, como você pagará um valor médio durante o tempo contratado, você, provavelmente, irá pagar mais no início e menos no final.

Por que não recomendamos? A tendência da maioria das pessoas é aumentar a renda com o passar dos anos. Para alguns casos de redução de renda durante o período contratado, o seguro temporário pode fazer sentido financeiramente.

Por outro lado, existem seguros de vida que aumentam de preço conforme a idade do segurado também aumenta. O que a princípio parece ser ruim, na maioria das vezes é bem melhor para o segurado.

Esses produtos, quando a seguradora não possui o direito de cancelar o seguro (artigo 769), são os melhores para o segurado. Isso porque o cliente pode continuar com a sua apólice por quanto tempo desejar

Comparativo entre seguros de vida

Se você leu até aqui, pode ter ficado com essa última e importante pergunta.

Afinal, seguro de vida vale a pena?

Aqui, a gente sempre fala na lata: pode valer muito a pena, como pode não valer. Calma, a gente te explica. Se a sua família depende da sua renda para realizar planos como, estudar, fazer faculdade ou manter um padrão de vida, a resposta é sim, você deve fazer um seguro de vida.

Se você não possui dependentes financeiros, a cobertura de morte não é prioridade. Neste último caso, recomendamos fazer um seguro contra doenças graves e invalidez. Desta forma, você receberá o valor do seguro para ajudar no tratamento ou então para poder parar de trabalhar e focar na sua recuperação. Independente do caso, é importante que o seguro contratado caiba no seu orçamento.

Ta aí mais um diferencial Azos que você precisa saber. Aqui, você está no controle e define exatamente qual o tipo de seguro deseja, sem nenhum a mais ou a menos. A maioria dos seguros disponíveis no mercado não são vendidas separadamente. Ou seja, se você fizer um seguro doenças graves ou invalidez, automaticamente, precisa fazer um seguro de vida.

Pra gente, oferecer coberturas separadas é o certo a se fazer. Sem papinho, sem penduricalho, só o que serve para a sua vida agora.

Existem muitas opções diferentes de seguro de vida, mas as diferenças entre os produtos não são tão complicadas quanto pode parecer à primeira vista.

Existem dois tipos de seguro de vida: o seguro de vida temporário e o vitalício (às vezes chamados de whole-life ou vida inteira).

O produto temporário dura um período específico de tempo, podendo ser de 1 a 30 anos, e, em alguns casos, pode ser renovado automaticamente.

O produto vitalício é um produto de seguro permanente, que dura a sua vida toda. Alguns deles, misturam componentes de investimento e de resgate, o que torna o produto complexo e causa uma falsa ilusão de ser um bom produto.

O problema é que, na maioria das vezes, trata-se de um investimento ruim e um seguro ainda pior.

Quais são os diferentes tipos de seguro de vida?

Existem vários tipos de seguro de vida. Para simplificar, vamos listar os 7 principais tipos de seguro de pessoas:

  • Seguro de vida temporário
  • Seguro de vida temporário com prêmio nivelado
  • Seguro de vida “vida toda”/ “vitalício”
  • Seguro de vida “vida toda” resgatável
  • Seguro de vida temporário decrescente
  • Seguro dotal misto
  • Seguro de vida em grupo

Muitos seguros de vida são vendidos com a inclusão de outras coberturas e assistências que complementam bem o papel do seguro de vida, sendo esses:

  • Seguro doenças graves
  • Seguro invalidez permanente total ou parcial por acidente (IPA)
  • Seguro invalidez funcional permanente total por doença (IFPD)
  • Assistência funeral

Dicas valiosas:

  • Tenha atenção aos seguros que prometem ser um bom investimento: eles costumam ser um produto caro, com baixo capital segurado e não bons investimentos. Geralmente o resgate só pode ser feito integralmente após 10 anos e muita gente resgata antes devido às altas mensalidades.
  • O seguro deve ser feito pensando no seu momento atual de vida. Por que você precisa de um seguro? Geralmente, os motivos são: proteção dos filhos até que eles atinjam a independência financeira, proteção do cônjuge e, também, proteção para sua própria vida em casos de doenças ou invalidez.
  • O produto de vida temporário é o produto mais simples, acessível e recomendado para a maior parte das pessoas.
  • Existem excelentes seguros que você pode contratar em vida, como o seguro doenças graves e invalidez permanente total ou parcial.

O seguro de vida temporário

O seguro de vida temporário é o mais simples de entender, porque ele é bem direto e transparente. Ele dura por um número determinado de anos (normalmente de 1 a 30 anos) e caso o segurado morra durante o período contratado, os beneficiários, que geralmente é a família da pessoa que contratou o seguro, recebem o valor do seguro contratado (conhecido como capital segurado ou benefício)

Essas características do produto temporário, a simplicidade e a duração pré-determinada do seguro, fazem com que o produto de vida temporário seja consideravelmente mais acessível que outros tipos de seguro de vida.

Prós do seguro de vida temporário:

  • O produto de vida temporário custa consideravelmente menos que outros tipos de seguro de vida
  • São mais fáceis de entender, ao contrário dos seguros vitalícios
  • Por ser mais barato, sobra dinheiro para você fazer investimentos melhores que os oferecidos pelas seguradoras

Contras do seguro de vida temporário:

  • A proteção tem um tempo pré-determinado e nem sempre pode ser renovada. Atenção aos seguros que cobrem menos de 15 anos, pois você pode ficar descoberto justamente quando mais precisar.
  • O seguro de vida vitalício resgatável

    A principal diferença entre o seguro de vida vitalício resgatável e temporário é que o resgatável cria uma reserva financeira que pode ser resgatada em um determinado período de tempo. Essa reserva possui rendimento a uma taxa pré-determinada definida em apólice.

    Se te oferecerem este produto, solicite ao corretor ou corretora as condições de resgate do produto orçado. Essas condições costumam ser complexas e somente após 10 anos as pessoas conseguem resgatar o seguro de forma integral.  

    Um seguro de vida vitalício pode custar até 15x mais que um temporário. Além disso, esse costuma ser um produto muito complexo, com períodos mínimos para resgate e a cobertura de vida muito baixa.

    Geralmente as coberturas de seguro de vida resgatável são inferiores a R$ 100.000 e o preço mensal para um adulto de 35 anos ultrapassa R$ 250 por mês. Já um bom seguro temporário custa a um adulto, aproximadamente R$ 30,00 por mês.

    Portanto, é muito mais interessante contratar um seguro temporário de R$ 30 por mês e investir os outros R$ 220,00 em fundos de investimentos que atendam às suas necessidades que pagar R$ 250 por mês para ter um seguro de vida atrelado a um investimento confuso e com baixa liquidez para os próximos 10 anos, não é mesmo?

    Como as taxas de rendimentos pré-determinadas não compensam o custo mais elevado desses produtos, eles costumam ser recomendados apenas para indivíduos preocupados com sucessão patrimonial (geralmente patrimônios milionários) e planejamento tributário de herança.

    Prós do seguro de vida resgatável:

    • O valor da mensalidade é ajustado somente pela inflação
    • Bem recomendado para sucessão patrimonial (geralmente patrimônios milionários)

    Contras do seguro de vida resgatável:

    • É consideravelmente mais caro que o seguro temporário
    • Você fica preso a esse seguro por anos e se resgatar antes de 10 anos o prejuízo costuma ser grande se comparado a outros investimento

    Seguro de vida temporário vs. seguro de vida vitalício

    De forma geral o produto temporário é mais indicado para a grande maioria das pessoas, uma vez que custa menos e oferece os principais benefícios de proteção que um seguro de vida oferece.

    Mas como tudo, tem prós e contras a serem considerados.

    Vantagens do seguro de vida temporário

    • Mais acessível e mais barato;
    • pode ser cancelado antes do prazo expirar;
    • sem surpresas com taxas, deduções ou riscos.

    Desvantagens do seguro de vida temporário

    Vantagens do seguro de vida vitalício resgatável

    • Não expira e dura até quando for necessário;
    • existe um valor de resgate que é construído;
    • pode ser visto como um produto de poupança forçada para o futuro.

    Desvantagens do seguro de vida vitalício

    • É até 15 vezes mais caro que o produto temporário;
    • devido ao custo mais elevado, pessoas tendem a contratar uma proteção menor que deveriam;
    • não é um bom produto de investimento, outras opções oferecem rendimentos muito melhores;
    • A perda financeira é enorme se fizer um resgate precoce.

    Como contratar um seguro de vida?

    Você pode contratar um seguro de vida com um corretor de seguros, em agências bancárias ou online.

    Aqui na Azos você consegue contratar o seu seguro de vida, seguro contra doenças graves e invalidez em menos de 5 minutos.

    Seguro Doenças Graves

    No evento de uma emergência de saúde, como câncer, ataque cardíaco ou AVC, o seguro doenças graves pode proteger as suas finanças e, se for o caso, da sua família também.

    As pessoas acham que por terem plano de saúde não precisam se preocupar com o seguro de doenças graves. Não confunda!

    O plano de saúde vai apenas pagar os custos da internação e do médico conveniado. Mas o plano de saúde não vai arcar com suas contas pessoais.

    É bem comum que as pessoas se afastem do trabalho durante o tratamento, inclusive, com a possibilidade de ter o salário reduzido durante o tempo de afastamento. É nessas horas que o seguro entra em ação. Ele mantém o seu padrão de vida e da sua família caso você contraia alguma das doenças cobertas.

    Além disso, você pode gastar o valor do seguro da forma que quiser. É bem comum pessoas pagarem médicos particulares para receber uma segunda opinião sobre o diagnóstico ou sobre o tratamento.

    Pontos chave:

    • Plano de saúde paga as despesas dentro do hospital, não as suas contas pessoais.
    • O seguro contra doenças graves você recebe em vida para gastar da forma que quiser. Seja para pagar suas contas ou para ajudar em um tratamento fora do plano.
    • As doenças cobertas mais comuns são: câncer, AVC, infarto e transplantes. Essas quatro doenças já cobrem a maioria dos casos de doenças graves no Brasil.
    • Essas apólices custam relativamente pouco, contudo o consumidor deve ficar atento com os riscos excluídos uma vez que nem todos os diagnósticos de uma certa doença estão cobertos.

    Mesmo com um plano de saúde excelente, uma única doença grave pode gerar um grande transtorno financeiro. Muitas vezes você consegue contratar um seguro contra doenças graves pagando menos de R$ 30,00 por mês e ter mais de R$ 50.000 em cobertura.

    O valor do seguro e da cobertura depende de alguns fatores, como condições de saúde atual, idade e sexo. O importante é conseguir se proteger com um valor que caiba no seu bolso e proteja a sua vida.

    Seguros doenças graves cobrem uma ou mais das seguintes doenças:

    • Ataque cardíaco
    • AVC
    • Transplante de órgãos
    • Insuficiência Renal terminal
    • Câncer

    Atenção, se o seguro contra doenças graves que você está olhando falar que cobre 25, 30 ou 50 doenças, desconfie! O principal é que ele cubra essas citadas acima, pois são as mais importantes e que cobrem mais de 80% das doenças graves.

    O dinheiro da indenização paga pelo seguro contra doenças graves também pode ser utilizado para outras despesas não relacionadas aos custos médicos e hospitalares. Normalmente o segurado receberá um montante fixo para cobrir custos e despesas ou para gastar da forma que julgar adequada.

    O preço da apólice é impactado por diversos fatores, como o capital segurado, a quantidade de doenças cobertas pelo seguro, o sexo, a idade e a saúde do segurado assim como o histórico familiar da família do segurado.

    A recomendação de especialistas é contratar uma apólice que cubra as doenças com maior incidência na população local – no caso do Brasil: câncer, AVC e infarto – pelo melhor preço. Muitas vezes é melhor que o segurado aumente o capital indenizatório da apólice que cubra essas três doenças que investir mais em uma apólice que cubra 20 doenças porém com baixo risco de contração.

    É importante se atentar para os riscos excluídos nas apólices de doenças graves. Alguns tipos de câncer mais raros ou menos severos costumam não entrar, assim como doenças crônicas. Em alguns casos, a pessoa não é elegível a receber a indenização do seguro se uma doença venha a reincidir ou caso a pessoa sofra um segundo AVC ou um segundo infarto. Alguns outros seguros têm uma idade máxima de saída.

    Como contratar um seguro contra doenças graves?

    Você pode contratar um seguro contra doenças graves com um corretor de seguros ou online. Alguns bancos até oferecem esse seguro, mas não é tão comum encontrar esse seguro em agências bancárias.

    Seguro Invalidez Permanente

    Seguro contra invalidez permanente, assim como o contra doenças graves, as pessoas recebem em vida. Uma invalidez permanente pode ser causada por uma doença ou por um acidente.

    O seguro invalidez permanente protege as pessoas se elas ficarem inválidas. Isto é, contratou o seguro contra invalidez por acidente e, por exemplo, sofreu um acidente de carro e ficou inválido, em até 30 dias a seguradora paga o valor total ou parcial do seguro contratado.

    Não fique pensando que é apenas em casos extremos que a pessoa fica inválida. Uma pessoa, por exemplo, pode ficar inválida se perder um dedo da mão em um acidente, e isso já caracterizaria uma invalidez permanente parcial e essa pessoa receberia parte do valor do seguro.

    Existem três principais tipos de seguro invalidez que são comuns no Brasil:

    • Invalidez permanente total ou parcial por acidente (IPA)
    • Invalidez funcional permanente Total por doença (IFPD)
    • Invalidez laborativa permanente total por doença (ILPD)

    Pontos chave:

    • Seguro invalidez permanente por acidente não é somente para casos extremos. A perda de um dedo, por exemplo, pode caracterizar uma invalidez permanente parcial.
    • A previdência brasileira oferece benefícios para os trabalhadores CLT em caso de invalidez. Normalmente esses benefícios não são o suficiente para manter o padrão de vida do segurado.
    • Os seguros contra invalidez mais comuns são: invalidez permanente total ou parcial por acidente (IPA), invalidez funcional permanente total por doença (IFPD), invalidez laborativa permanente total por doença (ILPD)

    O seguro invalidez assim como o seguro de doenças graves é uma modalidade importantíssima para garantir a sua tranquilidade financeira e, também, da sua família.

    Em caso de um acidente, por exemplo, em que o principal provedor da família fica inválido e é impossibilitado de trabalhar, ele não só deixa de ter renda, mas muitas vezes irá requerer outros cuidados – o que tende a aumentar as despesas do dia a dia.

    Seguro Invalidez Permanente Total

    Então vamos lá: caracteriza-se como invalidez permanente a perda definitiva das funções de algum membro, órgão ou parte do corpo de um indivíduo, impedindo-o de executar suas tarefas profissionais.

    Diferentemente da invalidez parcial que é caracterizada pela perda fracionária das funções ou da mobilidade de um órgão ou membro do corpo, a invalidez total é aquela que impossibilita por completo as funções de um órgão ou membro.

    Se o acidente causa a perda de visão de ambos os olhos, por exemplo, o caso seria classificado como invalidez total.

    Atenção com os seguros que só cobrem invalidez total. Muitas pessoas acham que estão protegidas mas, caso aconteça algum acidente que ocasione uma invalidez permanente parcial, essas pessoas não estarão protegidas.

    Seguro Invalidez Parcial ou total por Acidente

    Como o próprio nome sugere, o seguro contra invalidez parcial ou total por acidente cobre casos como perda de um dedo e cegueira de um dos olhos, por exemplo.

    As seguradoras que oferecem essa cobertura possuem nas suas “condições gerais” uma tabela explicando exatamente o que o seguro contra invalidez parcial ou total contra acidente (IPA) cobre.

    Invalidez Funcional Permanente por Doença

    Neste caso, a cobertura será paga quando houver uma doença que torne o segurado dependente de outras pessoas para a realização de tarefas cotidianas, como se vestir, se alimentar ou se comunicar.

    Invalidez Laborativa Permanente Total por Doença

    A Invalidez Laborativa Permanente Total por Doença deve ser paga nos casos em que o segurado é acometido por doença inviável de recuperação e que o incapacite para a atividade laborativa principal que habitualmente exercia de maneira permanente.

    Dentro da legislação, entende-se por atividade principal do segurado aquela em que “o segurado obteve maior renda, dentro de determinado exercício anual definido nas condições contratuais”.

    Devo contratar um seguro invalidez?

    Sim.

  • O seguro contra invalidez total ou parcial por acidente (IPA) é recomendado para a maioria das pessoas. Ele é extremamente barato e pode resolver a vida financeira de uma pessoa que ficar inválida por acidente, seja pela perda de um dedo ou pela perda de um órgão.

    O fato é, ao invés de você se tornar uma despesa para alguém caso precise parar de trabalhar, você consegue manter o seu padrão de vida sem ter grandes preocupações financeiras. Além disso, é um seguro bem barato. Para se ter uma ideia, aqui na Azos, um adulto de 40 anos pagaria menos de R$ 25 por mês para ter um seguro invalidez de R$ 300.000.

O seguro de vida vitalício é mais caro que o seguro de vida temporário porque dura a vida inteira. Para casos de sucessão patrimonial essa diferença pode valer a pena, para a maioria dos outros casos não.

Existem muitos tipos de seguro de vida. Cada um tem uma aplicação diferente e antes de você escolher por um ou outro, é importante entender como eles funcionam. 

O seguro de vida vitalício é chamado assim porque dura a vida inteira, desde que os valores a pagar, mensalidades ou anuidades sejam quitadas de acordo com o contrato de seguro. 

Depois de tudo quitado, a cobertura é permanente e seus prêmios são geralmente mais caros do que o seguro de vida temporário, que dura apenas até a data definida para fim do contrato.

Dicas valiosas:

  • Os prêmios de seguro de vida vitalício podem ser de 5 a 15 vezes mais altos do que os do seguro de vida temporário;
  • O valor em dinheiro e a permanência de uma apólice de seguro de vida por toda a vida, ou seja, até a morte, é o que a torna uma opção de cobertura muito mais cara.

Por que o preço do seguro de vida vitalício é mais alto? 

As apólices de seguro de vida vitalício são mais caras do que as coberturas de seguro de vida temporário. 

E a razão é simples: a cobertura do seguro vitalício dura pra vida toda, ou seja, independente do que acontecer, o seu beneficiário vai receber a indenização em caso de morte.

Mas, isso tem um custo e ele é alto.

Normalmente, você paga prêmios para uma apólice de seguro de vida vitalício até uma certa idade ou por um determinado período. Durante e após esse tempo, caso nada tenha ocorrido, você estará coberto até o fim da sua vida.

Ao contrário do seguro de vida temporário em que a apólice expira se você não pagar os prêmios, no vitalício, você mantém a mesma quantidade de cobertura mesmo quando não paga os prêmios durante um período.

O seguro de vida vitalício pode render o seu dinheiro, apesar de não ser a melhor forma de investimento.

Isso é válido para seguros vitalícios que são resgatáveis. E funciona assim:

Todo mês, uma certa parte dos prêmios é depositada em uma conta de poupança com imposto deduzido que funciona de forma semelhante a um investimento. O valor exato da economia é determinado por sua apólice individual.

Com seus dividendos anuais, o dinheiro rende e a indenização em caso de morte aumenta (ou diminui) com o tempo. Além disso, você estará sujeito à declaração desse Seguro no seu imposto de renda.

É importante lembrar que quando seu beneficiário receber a indenização do seguro de vida vitalício, dela serão subtraídos os valores referente ao imposto de renda também. O que não acontece com o seguro de vida temporário ou não resgatável. 

De todo modo, aqui na Azos gostamos de realçar que, apesar do rendimento incluso na apólice vitalícia, é melhor não confundi-la com um plano primário de aposentadoria. Talvez, como complemento, mas de forma alguma como a sua aposentadoria principal.   

Qual o motivo?

O seguro de vida vitalício tem opções de investimento limitadas e taxas de retorno relativamente baixas (apenas 3 a 4% a.a.) em comparação a outros tipos de investimento. 

O seguro de vida vitalício não resgatável é mais viável pensando em impostos.

O seguro de vida vitalício não resgatável é uma opção para quem tem dependentes financeiros que não deverão conquistar sua independência após algum tempo. Um filho especial ou impossibilitado de trabalhar, um parente que tenha sofrido um acidente ou até mesmo alguém mais velho que tenha começado a depender da sua renda e que posso ser seriamente prejudicado financeiramente com a sua falta.

O seguro de vida vitalício, apesar de ser financeiramente mais caro, é uma opção para pessoas que sempre terão alguém dependente de sua renda de alguma forma.

Não será considerado herança, e por isso não estará sujeito à lei sucessória, sendo direcionado apenas para o(s) segurado(s) cadastrado(s).

E como não é resgatável, também não apresenta rendimento e não estará sujeito a tributação e a IR. Pode ser complicado, se precisar de ajuda, converse com um dos nossos especialistas!

Preços de seguro de vida vitalício VS seguro de vida temporário 

O seguro de vida temporário tem um prazo de cobertura determinado pelo contrato, ou seja, após o tempo de contrato, a apólice pode expirar caso não seja renovada por alguma das partes. Ela pode durar entre 5 e 30 anos. Diferente do  resgatável, ela não rende ao longo do tempo. 

Por esse motivo, os prêmios são muito mais baratos do que os do seguro de vida vitalício. É também por isso que o seguro de vida temporário é mais procurado pelas pessoas. 

O caráter vitalício de uma apólice de seguro de vida torna-a muito mais cara do que o seguro temporário, por que, enquanto no seguro de vida temporário a morte é um risco, no vitalício a morte é uma certeza.

Quanto mais caro é o seguro de vida vitalício? 

Isso pode variar bastante, pensando nas possibilidades da cobertura contratada. Em alguns casos, a cobertura vitalícia permite resgates, descontados da cobertura final, em caso de acidentes e doenças, o que encarece o produto. 

A possibilidade de rendimento também é um fator que deve ser observado. Além de outros penduricalhos, como seguro para sua casa ou em caso de falecimento de beneficiários, por exemplo, que podem encarecer de forma desproporcional ao risco.

Seguro de vida vitalício vale a pena?

Uma apólice de seguro de vida vitalícia dificilmente é adequada para alguém que está em situação financeira apertada. E sem pagar as mensalidades quem depende de você fica sem a cobertura de toda forma.

Até porque, cá entre nós, chega a ser um excesso, já que o seguro vitalício vai além da finalidade fundamental de um seguro. Mas, sempre há razões para alguém querer pagar pelos prêmios mais altos, não é mesmo?

Como André Calazans, especialista aqui da Azos, explica sobre contratar um seguro de vida vitalício:

“Normalmente é uma boa opção considerar se você tem uma renda ou ativos anuais significativos, necessidades de planejamento imobiliário complexas ou um dependente com necessidades especiais.”

Um indivíduo com um alto patrimônio líquido que já estourou o limite de outras contas de poupança poderia usar o seguro de vida vitalício como um recurso adicional de planejamento patrimonial, fazendo com que os altos custos dos prêmios valessem a pena, por exemplo.

Outro caso é o de pessoas que estão deixando para trás dependentes com necessidades especiais, como abordamos acima. O seguro de vida vitalício pode ser uma opção de apólice de seguro de vida adequada para eles, já que nunca expira.

Idealmente, o melhor é garantir a cobertura para seus beneficiários pelo valor que você pode pagar mensalmente. Entenda seu perfil familiar, o tipo de dependente que você vai proteger e as suas possibilidades financeiras antes de tomar a sua decisão. 

Se ainda tiver dúvidas, fale com um especialista Azos agorinha mesmo, é rápido e simples. E nós não vamos te empurrar o que não se adequa a seu perfil. A gente promete!

Você precisa de uma cobertura suficiente para cobrir suas obrigações financeiras e despesas extras, o que geralmente varia de 5 a 10 vezes a sua renda anual. 

Contratar um seguro de vida é uma excelente estratégia para proteger financeiramente as pessoas que você ama.

O primeiro passo é saber como funciona um seguro de vida e quanto de cobertura você precisa contratar para  cobrir a sua renda e as despesas atuais e futuras de seus dependentes.

Dicas valiosas:

  • A cobertura do seu seguro de vida deve cobrir as despesas das pessoas que dependem da sua renda, dívidas e outros gastos já planejados.
  • Logo abaixo vamos mostrar como estimar a sua cobertura de seguro de vida. Se você preferir, é só chamar um dos especialistas da Azos para te ajudar a calcular a sua. Ou então, converse com um corretor da sua confiança.

Regra geral do cálculo de seguro de vida

cobertura de seguro de vida ideal é aquela que é dimensionada por um especialista ou por um corretor de seguros. Com base na nossa experiência, na maioria dos casos, o valor da cobertura fica entre 5 e 10 vezes a renda anual de uma pessoa (entre 60 e 120 salários).

Contratar uma cobertura de 5 vezes a sua renda anual significa proteger seus dependentes financeiros por, pelo menos, 5 anos.

Um outro ponto importante é que não adianta fazer conta da cobertura ideal que sua família precisa se o valor mensal do seguro não cabe no seu bolso.

Portanto, pense em quanto seus dependentes precisam e veja o quanto você pode gastar com seguro. Sabemos que cada caso é um caso, portanto a nossa sugestão é: converse com um especialista que vai te ajudar a calcular o seguro de vida ideal para você.

O simulador de seguro de vida da Azos mostra quanto você pagaria por mês de acordo com o valor que sugerimos para sua cobertura. É bem simples, e em poucos segundos você consegue ver um valor estimado da contratação.

A cobertura de seguro de vida da azos vai de R$ 10.000,00 a R$2 milhões de reais, mas a quantia total que você pode acessar depende da sua renda, idade e condições atuais de saúde.

Calcular quanto de seguro de vida você precisa é fundamental para proteger a longo prazo a saúde financeira das pessoas que você ama. Ao adquirir a cobertura adequada, você pode descansar seguro de que o futuro das pessoas que você ama não será impactado por questões financeiras, mesmo se você morrer.

Se você tem dependentes ou grandes dívidas, como um financiamento, uma apólice de seguro de vida de um milhão de reais pode ser certa para você.

Garantir uma cobertura adequada às suas necessidades requer não apenas a prestação de contas ao suporte financeiro que você fornece atualmente, mas também a previsão de despesas futuras.

A gente sabe que uma apólice de seguro de vida de um milhão de reais pode parecer, a princípio, um exagero. Mas, assim que você contabilizar os gastos a longo prazo e os investimentos futuros que seus entes queridos realizarão, você vai descobrir que um milhão de reais pode até não ser suficiente. 

Se você quer descobrir se uma apólice de seguro de vida de R$ 1 milhão é adequada para você e qual o valor do contrato, é só continuar aqui com a gente.

Dicas Valiosas:

  • Contrate uma cobertura de seguro de vida pelo menos de 5 a 10 vezes a sua renda anual;
  • Leve em conta todos os custos adicionais que seus beneficiários possam enfrentar ao calcular suas necessidades de cobertura;
  • Não há qualquer restrição sobre o modo como seus beneficiários gastariam uma indenização de morte de R$ 1 milhão de reais de cobertura;
  • O custo de um seguro de vida aumenta de 4,5% a 9% para cada ano que você envelhece. Ou seja, quanto mais cedo você contratar um seguro de vida, mais em conta ele será.
  • Você precisa de uma apólice de seguro de vida de um milhão de reais? 

    A melhor maneira de determinar se você precisa de uma apólice de um milhão de reais é calcular suas despesas atuais e compromissos financeiros futuros. Por exemplo, caso você:

    • Ganhe R$ 100.000,00 reais por ano (+- R$8.334,00 por mês);
    • Tenha R$ 200.000,00 restantes em financiamentos (um apartamento ou carro, por exemplo);
    • Planeje ter um filho antes da data de expiração de sua apólice.

    O restante do financiamento ou empréstimo mais o custo de criar um filho (aproximadamente R$ 400.00,00) totalizariam quase R$ 600.000,00 reais. Para cobrir seu financiamento, despesas com creche e fornecer uma substituição de renda igual a cinco anos de seu salário de R$ 100.000,00 reais, você precisaria de um milhão de reais de cobertura.

    Aqui na Azos recomendamos a compra de uma cobertura que seja entre 5 a 10 vezes a sua renda anual, embora isso possa mudar com a idade e com a quantidade de filhos que você tem.

    Se você for mais jovem, pode querer mais cobertura para planejamentos futuros, mas, se estiver perto da aposentadoria, um valor menor de indenização será mais do que suficiente.

    Quanto custa uma apólice de seguro de vida de um milhão de reais? 

    O custo de uma apólice de R$1.000.000,00 depende da sua idade, hábitos e do estado da sua saúde segundo o parecer médico, além da duração da cobertura.

    O corretor ou, no caso de uma análise pessoal de saúde digital, o sistema vai definir a classificação do seu quadro de saúde a partir do histórico médico e de outros fatores de risco, como o hábito de fumar.

    Assim, uma maneira eficaz de evitar um valor alto por uma apólice é contratar quando você for mais jovem e mais saudável. Outra maneira é deixar a sua saúde em dia, realizar check-ups e qualquer tratamento necessário antes de acionar o processo de contratação.

    Isso vai te ajudar a salvar um bom dinheiro.

    Por exemplo, uma mulher de 25 anos e estatura média pode pagar R$39,63 reais por mês por uma cobertura de um milhão de reais. Já uma mulher de 45 anos com saúde semelhante pagaria R$134,01 pela mesma cobertura.

    O que uma apólice de seguro de vida de um milhão de reais cobre? 

    Quando a seguradora paga a indenização em caso de morte aos seus beneficiários, não há restrições ou imposições na forma como ele é empregado. Por isso, a decisão se como gastar esse valor fica a cargo dos beneficiários.

    Aqui estão algumas maneiras mais comuns de como os beneficiários usam a indenização em caso de morte:

    • Creche ou assistência a dependentes;
    • Taxa de matrícula e mensalidades da faculdade particular;
    • Despesas funerárias;
    • Investimentos;
    • Gastos médicos;
    • Contas mensais e despesas diárias;
    • Dívidas pendentes.

    Na maioria das vezes, as pessoas optam por receber a indenização em caso de morte das seguintes maneiras: em uma só parcela, em uma anuidade ou em uma conta de ativo retido.

    Receber a indenização em caso de morte em uma só parcela significa ter acesso ao total do dinheiro após dado o pedido de indenização por morte. Fazemos dessa forma aqui na Azos.

    No caso de anuidade, o seu beneficiário recebe a indenização em caso de morte em prestações anuais. 

    Agora, uma conta de ativos retidos funciona como uma conta poupança mantida pela seguradora. O dinheiro fica guardado nessa conta e a ele é acrescentado a porcentagem do rendimento. Ocasionalmente, quando for do interesse do beneficiário, os saques podem ser requisitados sempre que necessário.

    Quem pode conseguir uma apólice de seguro de vida de um milhão de reais?

    A depender da seguradora e da sua idade, pode ser que você se qualifique para uma cobertura de um milhão de reais. 

    Quando você inicia o processo de contratação para um seguro de vida, as seguradoras podem avaliar qual a cobertura ideal para você e o valor adequado de cobertura com base em suas circunstâncias individuais. 

    Aqui na Azos, a gente deixa que você tome essa decisão durante a sua simulação. Você pode decidir se adequa a cobertura para uma mensalidade (comumente chamado de prêmio) mais baixa, por exemplo, ou se prefere aumentar a cobertura de acordo com a necessidade dos seus beneficiários.

    Com essa possibilidade, podemos te ajudar a entender como calcular a cobertura ideal do seguro. Geralmente, o valor é calculado na sua receita, em seu patrimônio líquido, estabilidade financeira e na cobertura de seguro de vida, caso você já possua alguma.

    Você quer conferir mais detalhes sobre o valor da sua cobertura? Ou precisa de uma consultoria personalizada para entender seus planos, sua renda e as necessidades da sua família?

    Fale agora com um especialista Azos Seguros pelo telefone ou whatsapp (11) 5445 – 1234, ou por e-mail: contato@azos.com.br .

    FAQ: 

    Eu preciso de uma apólice de seguro de vida de 1 milhão de reais? 

    Aqui na Azos recomendamos contratar uma cobertura de pelo menos 10 a 15 vezes sua renda anual mais o valor correspondente a qualquer financiamento ou dívida que você tiver.

    Se você ganha R$ 100.000,00 reais por ano ou tem filhos, um cônjuge e um financiamento, suas necessidades de cobertura podem chegar facilmente a uma cobertura de um milhão de reais.

    Quanto custa uma apólice de seguro de vida de 1 milhão de reais? 

    O custo de uma apólice varia de acordo com sua idade, saúde e outros fatores de risco. Por uma apólice de 20 anos, um homem não-fumante saudável de estatura mediana pode pagar aproximadamente R$96,44 reais por mês, R$182,14 reais na casa dos 40 e R$472,36 na casa dos 50.

    Uma apólice de seguro de vida de 1 milhão de reais é cobertura suficiente pra mim?

    Para identificar qual a cobertura ideal para você, primeiro calcule suas receitas, despesas, dívidas e quaisquer gastos com planejamentos futuros que você tenha, como o financiamento de uma casa. 

    Uma cobertura de um milhão de reais seria exagero para um jovem recém-formado. Já para uma família de cinco pessoas com uma casa financiada uma cobertura de um milhão de reais pode vir a calhar. Tudo depende de suas circunstâncias individuais.

    Não esqueça de entrar em contato com um especialista financeiro se estiver inseguro. Eles podem te auxiliar nesses casos.

  • A parte mais importante de uma apólice de seguro de vida é a indenização em caso de morte. A garantia de segurança financeira que ela proporciona aos seus entes queridos é o principal motivo para você contratar uma apólice.

Ter o seguro de vida certo para você não precisa ser complicado, é só você se planejar. Siga nossos passos e saiba como contratar um seguro de vida com tranquilidade e sem dor de cabeça.

seguro de vida é um recurso de planejamento financeiro para proteger as pessoas amadas no caso de uma morte inesperada.

O benefício garantido pela cobertura de morte dá segurança aos seus entes queridos e paga por gastos e investimentos futuros, como colégio ou faculdade, cuidados diários, despesas funerárias, e outras pendências deixadas para a família na hora da sua morte.

Após tomada a decisão de contratação do seguro de vida, contratá-lo pode ser bem rápido. Especialmente com a Azos, e nós vamos te explicar porquê. Depois de  escolher o valor da cobertura e o tipo de contrato, você precisará de uma seguradora ou corretor para prosseguir com o processo de aplicação. Pelo costume, esse processo pode ser longo.

E é por isso que estamos aqui, para deixar algumas dicas de como  contratar um seguro de vida sem qualquer dor de cabeça.

Dicas valiosas:

  • Comece escolhendo quanto de cobertura você precisa e qual tipo de seguro de vida se adequa melhor a sua situação atual;
  • Se necessário, procure por um corretor para encontrar qual seguradora oferece o produto certo para você;
  • Normalmente, para receber a proposta de seguro as seguradoras exigem que você passe por tele-entrevista e/ou um exame médico. Algumas seguradoras oferecem produtos sem a necessidade de exames – como os produtos oferecidos pela Azos.
  • A contratação online também é uma boa alternativa, o processo de contratação pode ser mais rápido e prático.

Quanto de cobertura de seguro de vida você precisa

A cobertura do seu seguro de vida deve ser personalizada conforme as necessidades financeiras da sua família, por exemplo: a renda mensal, os gastos, as dívidas e as demandas de cada dependente seu.

A Azos, de uma forma bem resumida, aconselha você a ter uma cobertura em torno de 5 a 10 vezes a sua renda anual (ou 60 a 120 salários). Com essa quantia, sua família estará protegida e conseguirá arcar com suas principais despesas por um bom tempo.

Caso você tenha dívidas

Você tem empréstimos ou dívidas para pagar? Se sim, a sua cobertura de morte tem que ser alta o suficiente para cobrir aquilo que você deve.

E, inclusive, é interessante que o seu contrato de seguro dure o mesmo tempo que as suas pendências. Isso garante que uma família não tenha que arcar com uma dívida alta, sem a renda necessária, caso um dos provedores venha a falecer.

Caso você seja casado(a)

Se você é casado(a) é interessante contratar um seguro de vida que leve em consideração a situação financeira do seu parceiro.

Quais as despesas recorrentes do casal atualmente? Quem é o principal provedor? Se alguém falecer, qual a quantia necessária para garantir um estilo de vida semelhante para a pessoa por algum tempo?

Essas são perguntas importantes de se fazer antes de definir qual o valor do capital segurado a ser contratado.

Caso você tenha filhos

Criar e educar uma criança pode ser caro. Nesse caso, você precisa considerar não apenas os cuidados iniciais, mas também os investimentos e gastos futuros para que seus filhos cresçam com saúde  e uma boa educação.

Portanto, se planeje  para que o benefício seja suficiente para arcar com a educação, lar, alimentação, gastos com saúde e formação.

O ideal é que a morte do provedor não impeça seus filhos de realizarem os sonhos que vocês construíram para o futuro.

Tem dúvida sobre como a criança ou dependente irá receber o benefício?

As seguradoras tradicionais colocam todo o ônus do acionamento do seguro nas mãos dos beneficiários. Julga que é responsabilidade do cliente instruir seus beneficiários do acionamento do seguro no caso de uma catástrofe.

Mas, a gente da Azos sabe que o momento da morte de um ente querido é doloroso e pode ser confuso e conturbado. Por isso, nós trabalhamos com o Guardião.

Basicamente, o Guardião é  uma pessoa próxima escolhida por você para avisar a sua família ou beneficiário da existência da cobertura de morte, garantindo o recebimento do seguro.

Posso ter mais de um guardião? Sim, recomendamos que você tenha 2 guardiões para garantir que seus beneficiários recebam o valor do seguro se precisarem.

Se você ainda tem dúvidas de como funciona um seguro de vida, confira nosso texto a respeito.

Que tipo de seguro de vida você precisa

Depois que você estipular o valor da cobertura adequada para você e seus familiares, o próximo passo é decidir qual seguro contratar: o seguro de vida vitalício ou temporário.

O seguro de vida temporário é a melhor opção para a maior parte das pessoas – ele é fácil de administrar e oferece ótimas coberturas por um bom preço. Aqui na Azos você pode contratar o seguro de vida certo pra você e que caiba no seu bolso.

Temos coberturas de R$ 10.000 (dez mil reais) até R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais). Mas existem circunstâncias nas quais o seguro de vida vitalício passa a fazer sentido, principalmente para pessoas que têm muito patrimônio (milhões de reais) e estão buscando uma forma de planejar sua sucessão patrimonial.

Com a Azos, o processo de contratação é simples e rápido, você pode escolher fazer a contratação por telefone, videoconferência ou online.

Aprenda mais sobre os diferentes tipos de seguro e vida

Documentos para contratar um seguro de vida

O processo de abertura do seguro de vida pode ser mais tranquilo se você já tiver em mãos os documentos necessários. Diferente da Azos, o mercado tradicional de seguros dificulta muito a vida do cliente, pedindo diversos documentos e exames de saúde. Por isso, tenha em mãos os seguintes documentos:

  • RG ou documento de identificação: pode ser a carteira de motorista, certidão de nascimento ou passaporte dentro do prazo de validade. Estrangeiros podem apresentar tanto o passaporte como o documento comprovando trabalho.
  • Comprovante de renda: você pode apresentar contracheques, imposto de renda, carteira de trabalho assinada ou declarações de renda retiradas junto ao seu banco. Se você está desempregado, você pode apresentar a comprovação de regimento de benefícios a partir do Cadastro Único, como o bolsa-família.
  • Comprovante de residência: nesse caso, você pode apresentar uma conta fixa, como a de energia ou o comprovante de aluguel, se você reside como inquilino. Agora, se você é dono do imóvel, você pode apresentar a escritura ou IPTU também.

Na Azos esse processo é mais simples e rápido. Você escolhe quanto quer pagar por mês e qual a cobertura correspondente ao valor escolhido. Depois, é só preencher um pequeno questionário e em 5 minutos você já sabe se seu seguro foi aceito ou não.

Como escolher uma corretora de seguro de vida ou uma seguradora

Como toda seguradora avalia cada caso individualmente, os prêmios – “mensalidades” – irão variar de seguradora para seguradora, levando em consideração o seu perfil de saúde.

No Brasil o mercado de seguro de vida ainda é muito lucrativo de maneira que as ofertas e modelos de contrato não costumam ser atraentes ou competitivos. E essa é a “razão de ser” da Azos: oferecer um seguro de vida que atenda às reais necessidades dos clientes, que seja rápido, descomplicado, democrático e acessível a todas as pessoas, e com um preço que caiba no seu bolso.

Compare empresas e preços de seguro de vida

Fazer um orçamento e escolher um seguro de vida não é fácil. Poucas seguradoras expõem seus preços aos clientes de uma forma simples e transparente. Até porque, muitas delas, deixam o corretor aumentar o preço do seguro para aumentar o valor da comissão.

Com a gente você pode simular o seguro de vida que você quer, pelo preço que você quer e, pra completar, você também pode contratar online em menos de cinco minutos a sua cobertura. E se estiver orçando com um dos nossos corretores parceiros, não se preocupe! Selecionamos cuidadosamente nossos parceiros e a comissão é sempre fixa.

Mas não é assim que as demais seguradoras funcionam. Fora a quantidade desnecessária de documentos e exames médicos, elas também vendem pacotes fechados de coberturas que nem sequer se enquadram nas necessidades do cliente.

É por isso que pesquisar é tão importante quando se trata de escolher e contratar um seguro de vida.

Nosso simulador permite que você tenha uma perspectiva sobre o custo das mensalidades e o alcance das coberturas que você pode conseguir com o seguro de vida certo para o seu momento. Oferecemos coberturas que vão de R$ 10.000,00 a R$ 2.000.000,00.

Além de preço, é importante você entender se a empresa de seguro em questão é confiável.

“E vocês são confiáveis?” Sim!

Temos os melhores parceiros. Nossa seguradora parceira é a Excelsior, que está no mercado desde 1947. Além disso, ainda temos um resseguro feito pela maior resseguradora da américa latina!

Temos outros diferenciais importantes, também temos um produto com vigência estendida, sem taxas ou juros por atraso, sem multas por cancelamento e você pode contar com melhor time de atendimento que você já viu.

Contratação de um seguro de vida

Realizar um orçamento inicial ou uma simulação (como aqui na Azos) dá uma boa ideia da mensalidade que você vai pagar. Contudo, é só com a aplicação completa que você terá o preço final do produto.

Você pode contratar um seguro de vida de algumas formas diferentes. As mais comuns são: em uma agência bancária, via um corretor de seguros ou online.

Ao longo do processo de alguns seguros, você vai precisar responder um questionário sobre seu histórico médico, estilo de vida e outros detalhes pessoais. As boas empresas de seguro de vida executam uma avaliação minuciosa sobre  seu estado de vida atual.

De acordo com esses dados, a seguradora calcula o risco e, na sequência, o preço do seguro. É muito importante dizer sempre a verdade sobre o estado de saúde atual e não responder o questionário desatento ou omitir informações.

Se você falar a verdade no questionário o seu seguro será pago e você nem seus beneficiários terão dores de cabeça.

Como você já deve ter percebido, finalizar um contrato de seguro de vida pode ser um processo longo e cansativo. Mas isso só em seguradoras tradicionais. Aqui na Azos é diferente, pois nós apostamos em um contrato que seja recompensador para você e para a gente.

Exame médico para seguro de vida

Alguns produtos exigem exames médicos, que podem variar desde exame de sangue e urina a um eletrocardiograma. Se você optar por esses produtos, muitas vezes, além dos exames, é necessário passar por uma tele-entrevista.

Essa avaliação envolve um conjunto de perguntas sobre os seus hábitos e histórico médico, além de pedir outras informações como  sua altura, peso, pressão sanguínea…

Converse com um especialista em Seguro de vidas

Resultados da subscrição ou contratação de seguro de vida

Uma vez realizados os exames, é só esperar o resultado da proposta. Essa documentação possibilita à seguradora avaliar o seu risco como cliente e quanto você vai pagar pela cobertura. Após analisar todos os documentos submetidos durante o processo, a sua classificação de saúde e prêmio (mensalidade) são determinados. Daí então o processo é dado como concluído.

A contratação de um seguro de vida  pode levar de quatro a seis semanas nas seguradoras tradicionais. Na azos leva 5 minutos.

Em alguns casos leva até mais tempo uma vez que a seguradora pode pedir documentação ou exames adicionais para análise

Geralmente, pessoas com históricos de complicações de saúde ou problemas médicos recentes possuem preços maiores que pessoas saudáveis. A depender do tipo da complicação de saúde que a pessoa teve ou ainda tem, o seu seguro não é aprovado pela seguradora.

Recebimento da apólice e pagamento da mensalidade de seguro de vida

Assim que o processo de contratação terminar, uma proposta de mensalidade (prêmio) e cobertura será apresentada a você. Se você concordar com os termos da seguradora, a única coisa restante é assinar os documentos do contrato e pagar o primeiro prêmio, ou seja, a “mensalidade”.

Se for uma contratação online, basta você concordar com os termos e realizar o pagamento.

Até isso ser feito, a apólice do seguro não estará válida – a proposta feita pela seguradora por sí só não significa que você já esteja coberto.

O fundamental antes de fechar um contrato é pesquisar. Isso envolve comparar ofertas e, inclusive, procurar pelo aconselhamento de um especialista.

É dessa maneira que você vai construir uma noção mais profunda sobre seguros e suas possibilidades. Um bom trabalho de pesquisa te ajudará a escolher o melhor seguro de vida e o tipo que melhor se adequa a sua vida e expectativas.

Agora, se ainda ficou alguma dúvida sobre esse assunto, não hesite em procurar um de nossos especialistas. A Azos se compromete e está de prontidão para te apoiar ao longo desse processo. Fale com a gente!

  •  

Precisa falar conosco?

Deixe seus dados e um de nossos especialistas entrará em contato com você!

Abrir chat
Precisa de ajuda?
Inscreva-se